Home Marketing Digital Branding

Branding

por Gabi Archetti

Branding: a construção da personalidade de sua marca

Se você está começando a dar os primeiros passos como empreendedora ou pensa em abrir um negócio, talvez ainda não conheça o conceito de branding. Mas saiba que, para o seu negócio ir longe, este é um

importante aprendizado.

O branding é a gestão da sua marca. É importante tanto para grandes empresas, como para as pequenas. Até mesmo os microempresários ou pessoas que têm a si mesmo como principal produto do seu negócio (como personais, coaches e influenciadores digitais, por exemplo) precisam cuidar com muita atenção desta área.

Então vamos aprender um pouco mais sobre branding?

O que é e para o que serve Branding é um conjunto de ações que, juntas, criam uma marca pessoal, uma identidade para uma empresa ou indivíduo. Isso não inclui apenas a identidade visual (logo) do negócio, mas tudo o que o define. A linguagem utilizada com os clientes, o tom adotado em suas ações de marketing, os valores e pensamentos que aquela marca expressa, suas prioridades, seus objetivos, tudo o que ela defende e expressa. Cada detalhe é importante para compor a personalidade de uma empresa.

Uma marca bem construída faz com que a empresa se destaque entre seus concorrentes. Ela pode até vender os mesmos produtos ou serviços que outras empresas, mas se ela possui uma personalidade bem definida, é ela quem vai aparecer primeiro na mente dos consumidores.

E esse é o objetivo do branding: tornar a marca mais positiva na mente do seu público alvo, despertar boas sensações nele. Se seu público se identifica com você, se ele se sente representado por suas ideias, se ele é bem tratado quando procura seus serviços, é em você que ele sempre vai pensar quando precisar. Por isso, todas as ações que compõe o branding têm o objetivo de criar uma conexão com o cliente.

Esta conexão é criada desde o primeiro contato com o consumidor, utilizando a linguagem certa para conquistá-lo, até depois que o momento da compra ou contratação do serviço já passou. O consumidor precisa se sentir especial em todas as etapas de consumo, antes de se tornar cliente da empresa, durante a sua compra e depois que já utilizou o produto ou serviço.

Uma boa experiência de compra garante a fidelização de seu público e o engaja a sempre se relacionar com a marca e indicá-la para outras pessoas.

É mesmo assim tão importante?

Em uma pesquisa realizada pela empresa Ana Couto Branding, 67% dos entrevistados afirmaram que estariam dispostos a pagar um valor maior por um produto se eles se sentissem conectados com a marca de alguma forma. Isso quer dizer que o preço não é o único valor percebido pelo consumidor. Cada vez mais, as pessoas estão buscando por empresas que tenham um atendimento diferenciado, que expressem valores importantes e que demonstrem que o faturamento não é seu único objetivo.

Em um mercado com tantos concorrentes, é importante se lembrar de que o cliente não compra apenas o que você vende, ele compra principalmente a ideia do que você está vendendo. Por exemplo, se uma empresa vende um lápis apenas anunciando que está vendendo um lápis comum, ela tem muito menos chances no mercado do que outra empresa que, além de vender lápis, também divulga sua participação em programas de reflorestamento, tem uma boa atuação nos canais de comunicação e faz seu cliente se sentir importante de alguma forma, através de vantagens exclusivas ou de um atendimento mais humano e especial.

A conexão que você cria com seu público é o elo que fará com que ele te escolha no meio de tantos concorrentes disponíveis no mercado. Por isso, o branding é algo que deve ser construído com muito cuidado e que deve ser sempre cultivado. Não basta apenas criar uma personalidade para a sua marca em sua entrada no mercado, é preciso estar sempre reafirmando e demonstrando quem é você, quais são seus valores, suas prioridades e provando que seu cliente sempre poderá contar com você. Essa conexão não pode ser quebrada.

 

Como fazer um bom branding?

 

Que é importante ter uma marca com personalidade, para despertar sentimentos em seu cliente e criar uma relação com ele, você já entendeu.Mas como fazer isso?

Se você achar muito desafiador para quem está começando, pode ser melhor contratar um profissional especializado para te ajudar com seu branding. Hoje em dia, existem pessoas que trabalham apenas nesta área e sabem exatamente o que fazer para criar um bom branding. Eles estudam sua empresa, seu público e te ajudam a montar estratégias perfeitas.

Caso queira começar sozinha, existem alguns pontos em que deve prestar atenção para não errar no branding:

– Identidade visual: é a cara da sua empresa, sua logo, suas cores, sua tipografia, entre outros detalhes. Lembre-se sempre que esta é a primeira coisa que seu cliente verá, por isso é importante ter uma identidade visual harmoniosa, que passe para o público a personalidade de sua empresa.
– Público: quem são as pessoas que você deseja alcançar? Como elas pensam? O que é importante para elas, quais são seus hábitos, como elas se sentem especiais?
– Canais: você precisa descobrir onde está seu público. Por quais meios de comunicação é mais fácil atingi-lo? Qual a linguagem utilizada nesses meios? Qual é a melhor maneira de se portar em cada um deles?
– Diferenciais: por que sua empresa é diferente das concorrentes? Ela possui alguma responsabilidade social? Oferece algo a mais para os clientes? Encontre algum meio de se destacar.

Construindo um bom branding, as chances de você obter sucesso são muito maiores. Seus clientes não te enxergarão apenas como mais uma empresa no mercado, mas como uma empresa amiga, que os representa e está disposta a fazer o possível para conquistá-los. Estude seu público, mantenha uma boa relação com ele e prepare-se para o sucesso que virá!

Sou mentora de Branding e Performance caso queira saber mais envie um email para contato@gabiarchetti.com.br

Espero que tenham gostado 🙂

Beijos, Gabi Archetti.

You may also like

Deixe um comentário